Tag: Esticando as Canelas

“Esticando as Canelas” é selecionado para o Floripa Teatro
“Esticando as Canelas” é selecionado para o Floripa Teatro

Considerado um dos eventos mais importantes de artes cênicas de Santa Catarina, festival acontece de 15 a 22 de setembro

Alguém consegue enganar a Morte? O Zé Malandro tentou…. mas a Morte é cheia de truques. “Esticando as Canelas – Contos para Enganar a Morte” é um espetáculo da Cia Contacausos, que foi selecionado na Mostra Oficial e estará presente no Floripa Teatro – Festival Isnard Azevedo, um dos mais importantes eventos de artes cênicas de Santa Catarina.

De 15 a 22 de setembro de 2018, mais de 300 artistas teatrais ocupam as principais casas de espetáculos de Florianópolis, além de salas alternativas, auditórios e espaços ao ar livre como praças, parques e largos. A chapecoense Cia Contacausos se apresenta na segunda-feira, dia 17, às 9h30 e às 14h30.

O espetáculo de contação de histórias apresenta contos populares da tradição oral brasileira que falam sobre a hora de esticar as canelas, abotoar o paletó, entregar a rapadura e bater as botas… Os contos selecionados envolvem de forma descontraída o universo simbólico e as representações populares construídas em torno da morte. Cheias de humor e astúcia, as narrativas ganham vozes com a contadora de histórias Josiane Geroldi que apresenta personagens da cultura popular que para escapar e enganar a “temida famigerada” dão um show de esperteza e criatividade, revelando, assim, um inestimável amor à vida.

Festival Isnard Azevedo

O Floripa Teatro – Festival Isnard Azevedo chega a 23ª edição em 2018. É uma mostra de diversidade teatral com a participação de 53 grupos/coletivos teatrais de 6 estados brasileiros e dois internacionais que contempla apresentações teatrais de espetáculos dos mais variados gêneros e formatos.

Durante 8 dias, a programação do Festival ocupará 31 espaços com a realização de 85 sessões de espetáculos que integram a Mostra Oficial, a 2ª Mostra Quintais Cênicos, a Cena Universitária e a Mostra Paralela, e 11 ações formativas entre oficinas de formação teatral desenvolvidas por participantes da 2ª Mostra Quintais Cênicos, nas Rodas de Conversas Teatrais e na 3ª Roda de Negócios Teatrais. No total, serão oferecidas 96 ações teatrais ao longo da programação, que é totalmente gratuita.

Realizado pela Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Juventude e Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, o Festival Isnard Azevedo propicia ao público o livre acesso a espetáculos de qualidade e contando com a participação de grupos e artistas de várias regiões do Brasil e exterior que atuam com diferentes linguagens na área teatral.

Pinhalzinho recebe espetáculo “Esticando as Canelas”, da Cia ContaCausos
Pinhalzinho recebe espetáculo “Esticando as Canelas”, da Cia ContaCausos

Bem-humorada, sessão de contos apresenta as tradições e crenças sobre a morte

Quem gosta de ouvir boas histórias tem um motivo a mais para sair de casa neste fim de semana. A Cia ContaCausos apresentará o espetáculo “Esticando as Canelas” no Centro de Arte Paola Zonta, em Pinhalzinho. Seja adulto ou criança, os causos cativam todos os públicos, por isso é melhor se programar e comprar seu ingresso com antecedência.

esticando as canelas 02

Contar histórias, compartilhar a sabedoria popular e dar voz à cultura oral brasileira são os objetivos da Cia ContaCausos. Há sete anos, a idealizadora do projeto, Josiane Geroldi, se propõe a pesquisar, registrar e difundir a arte da narrativa oral. O trabalho da Cia, que já levou alguns espetáculos para importantes eventos no Brasil, como o Boca do Céu – Encontro Internacional de Contadores de Histórias, resulta em apresentações artísticas, oficinas e mapeamento dos saberes tradicionais.

“Cada vez mais eu tenho identificado que as histórias, de fato, são universais. Mesmo quando utilizamos expressões regionais ou contamos causos específicos de uma localidade, o imaginário social e as experiências humanas são muito comuns, e isso acaba tornando a história uma linguagem universalizada”, afirma Josiane.

Vozes e memórias

Muito familiarizada com as narrativas do Oeste catarinense, a ContaCausos desempenha uma função essencial para a cultura popular e, especialmente, a cabocla. Várias histórias do acervo de Josiane derivam das experiências vividas pelos povos tradicionais. “A Cia sempre teve certa inclinação a essas comunidades, tanto pelo trabalho de pesquisa com os caboclos quanto pela própria literatura oral”, acrescenta a contadora.

Na próxima sexta-feira, dia 7, é dia de conhecer as histórias de Zé Malandro, que tenta enganar a Dona Morte em “Esticando as Canelas”. Humoradas, as narrativas lembram as malandrices do moço, ao tentar escapar da Morte. A apresentação, com classificação indicativa de 6 anos, será às 19h, no Centro de Arte Paola Zonta, na avenida Capitão Anísio, 601, Centro. O ingresso custa R$ 10,00 e pode ser adquirido diretamente no Centro ou através do telefone (49) 3199-2057.

 

Fotos: Augusto Zeiser

Cia ContaCausos circula com espetáculos e oficinas
Cia ContaCausos circula com espetáculos e oficinas

 

Junho “malemal” começou e já promete ser um mês intenso. Em circulação por Santa Catarina, a Cia apresentará espetáculos e realizará oficinas em três cidades. A jornada inicia na terça-feira (06) com o espetáculo “Visagem” no Sesc em Cacupé, durante um encontro entre técnicos das unidades do Sesc. Além disso, a contadora de histórias Josiane Geroldi foi convidada para trocar experiências no encontro e falar sobre a trajetória e trabalho de pesquisa da ContaCausos.

Quem pretender se tornar um contador ou mesmo aumentar o repertório de pesquisa terá a oportunidade no dia 09. A Cia realizará uma oficina de formação de contadores em Indaial. Depois, no dia 10, o destino é outro: Pato Branco (Paraná). Através da unidade do Sesi na cidade, o público poderá ouvir histórias do menino do capuz vermelho no espetáculo “Foi Coisa de Saci”. A narrativa evoca relatos sobre a aparição do malandro e a confusão que ele costuma criar.

A Feira do Livro de Timbó, onde a Cia realizaria dois espetáculos, foi cancelada e ainda não foi divulgada nova data. O evento iniciaria nesta quarta-feira (07) e seguiria até o dia 11 de junho.

 

06/06 – Encontro Sesc Cacupé

09/06 – Oficina de Formação de Contadores – Indaial

10/06 – “Foi Coisa de Saci” – Sesi Pato Branco

 

Foto: Louis Radavelli Rodrigues

Texto: Assessoria de Imprensa

Contação de histórias: “Esticando as Canelas” em Araranguá
Contação de histórias: “Esticando as Canelas” em Araranguá

Todos sabemos que a Senhora Morte é imprevisível e muito esperta, mas dizem que um tal de Zé Malandro conseguiu enganar a tinhosa… Araranguá recebeu o espetáculo “Esticando as Canelas” na última circulação da ContaCausos, que passou por quatro cidades catarinenses, no fim de março.

Em parceria com o Sesc de Araranguá, alunos do ensino fundamental e médio descobriram as artimanhas de Zé Malandro não “comer o capim pela raiz”, “deitar o esqueleto” ou “entregar a rapadura”.

 

VEJA TAMBÉM

Contação de histórias: Lages

Contação de histórias: Tubarão

Contação de histórias: Criciúma

 

Confira a galeria!

(Fotos: Assessoria de Imprensa/Taulan Cesco)

 

 

Esticando as Canelas no IFSC – São Carlos/SC
Esticando as Canelas no IFSC – São Carlos/SC

15/03 tem ESTICANDO AS CANELAS – Contos para Enganar a morte. SIM!!!! é isso gente: Zé Malandro nunca morre! E o espetáculo agora tem bônus: meu conhecimento e experiência de causa Emoticon tongue. vai ser no IFSC em São Carlos/SC às 20h. Parceria com o Sesc Chapecó. ‪#‎entendidadoassunto‬, ‪#‎Jojocazémalandra‬
foto: Mariane Kerbes