Tag: contação de histórias

Caça ao Saci resulta em três capturas!!!
Caça ao Saci resulta em três capturas!!!

Quem é que não lembra dos avós, pais ou vizinhos contadores de histórias? Ou das rodas noturnas, onde todos sentavam-se ao lado do orador, atentos aos nostálgicos causos de criaturas fabulosas e eventos que desafiavam a realidade? Pensando nisso, a Cia ContaCausos e o Sesc Chapecó realizaram três atividades especiais para ouvidores ávidos em fevereiro.

Há sete anos a ContaCausos desenvolve pesquisa de narrativas orais, mapeando contos, em especial da região Oeste de Santa Catarina. Resultado dessas pesquisas, os espetáculos contribuem com a permanência do folclore regional e da cultura popular. “As narrativas tradicionais trazem uma grande carga do que somos, cada um ao seu tempo, do seu modo, com o seu sentir e entendimento. Então, se você se permite atravessar a ponte conduzido pelos contadores, pode encontrar maravilhas do outro lado, no encontro com você mesmo”, comenta Josiane, contadora há mais de 10 anos.

Contos para todos os gostos

O “Café com Histórias” iniciou a programação de atividades na quinta-feira (09), às 20h, na Biblioteca do Sesc em Chapecó. Na sua quarta edição, o evento promoveu a contação de causos, convidando crianças, jovens e adultos a imergir na atmosfera lírica que as histórias proporcionam.

No sábado (11), foi a vez das histórias macabras. O espetáculo “Visagem” surgiu a partir de estudos e entrevistas que Josiane realizou com moradores do interior de cidades da região, evidenciando, sobretudo, a oralidade cabocla. A apresentação compila crenças e relatos de histórias sobrenaturais, percorrendo o real e o imaginário dos acontecimentos.

Para fechar a semana, domingo (12) teve redemoinhos e tranças em crina de cavalo. O espetáculo “Foi Coisa de Saci”, realizado ao ar livre, no Complexo do Verdão, percorre contos da oralidade brasileira sobre o menino de uma perna só e capuz vermelho. Preso numa garrafa e com a proteção de algumas peneiras, Josiane apresentou o danado ao público, lembrando as molecagens que ele prega no cotidiano. Depois da apresentação, crianças passaram a caçar Sacis entre as árvores do Complexo e o resultado não poderia ser outro: 3 danadinhos apanhados. Há quem ainda duvide da existência deles…

Dos encontros afetivos através das histórias!
Dos encontros afetivos através das histórias!

Dentre as viagens da Cia, uma região recorrente é o meio-oeste catarinense. Nos dias 17 e 18 de fevereiro, a contadora de histórias Josiane Geroldi esteve no Sesc Joaçaba para apresentar o espetáculo “Foi Coisa de Saci”, além de ministrar uma oficina de formação para contadores de histórias.

Um dos grandes propósitos da ContaCausos é dividir os saberes, as tradições, os modos de vida – como sempre fora feito com as histórias. E incentivar outras pessoas a perceber os causos que lhes pertencem, por meio das oficinas é possível reafirmar nossa identidade cultural, formar e sensibilizar novos contadores de histórias que reconheçam as nossas tradições populares.

Contar Histórias é o que nos move! bem vindo 2017!
Contar Histórias é o que nos move! bem vindo 2017!

Contar as histórias da nossa gente é o que nos move. Em 2017 a Cia Contacausos comemora 7 anos de caminhada.

No ano que passou realizamos 182 apresentações em 47 municípios brasileiros nos Estados de Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso. Tivemos a honra de participar como convidados de importantes festivais e encontros nacionais e internacionais de contadores de histórias como o Boca do Céu em São Paulo e o Ecoh em Londrina. Não é possível mensurar a quantidade de ouvintes que foram atravessados pela nossa voz. Foram diversos eventos literários, feiras de livros, maratonas de contos, grandes projetos de circulação do Sesc em Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais. Rodas de histórias, oficinas, palestras, pessoas e chão. Muito chão. Guimarães Rosa disse que “quem elegeu a busca, não pode recusar a travessia”, atravessamos e seguimos buscando novos caminhos para caminhar. Em 2017 nós vamos caminhar para contar histórias com você também. Navegue pelo nosso site, conheça o repertório de espetáculos narrativos, a pesquisa, projetos e oficinas.

Curta a nossa página no facebook: https://www.facebook.com/ContaCausos/ 

contato: contacausos@gmail.com

Whats: (49) 984074605

(49) 37006273

Curso de Formação de Contadores no Sesc São Miguel do Oeste 2016
Curso de Formação de Contadores no Sesc São Miguel do Oeste 2016

Eu podia escrever muitas coisas sobre essa experiência fantástica que é compartilhar conhecimento com amor para sensibilizar novos narradores de histórias, mas o Everaldo participou do curso e deixou um depoimento lindo aqui pra gente:

“Agradeço desde já tudo que pude aprender e compartilhar com toda a turma de aprendizes do contacausos,
Josiane Geroldi. Meu muito Obrigado por compartilhar conosco tantas maravilhas, não posso dizer que já sou um Contador de Histórias mais sim que serei um contador de histórias pois só o tempo e a prática nos faz estar preparados para tudo isso. O caminho você já nos mostrou, cabe a nós agora buscar acompanhados do Marabu ( Imaginação ) munidos da uma pena de escrita e tinta fresca ( Memória ) uma Canari com água ( Muita Boa Vontade ) para encantar o mundo como Contadores de história. E olha a responsabilidades, pois fomos formado por nada mais nada menos que Josiane Geroldi Do ContaCausos, além do mais me resta dizer: Foi um enorme prazer conhecer você e todos que fizeram parte desta turma, saudades de todos.” Everaldo Santos , São Miguel do Oeste, agosto de 2016.

 

Cia faz Contação de Histórias em escolas rurais no oeste de Santa Catarina
Cia faz Contação de Histórias em escolas rurais no oeste de Santa Catarina

O projeto TERÇA DO CONTO, possibilitou a itinerância da contadora de histórias Josiane Geroldi nas terças-feiras,  em nove (09) escolas da zona rural do município de Chapecó/SC, para a realização de 14 (quatorze) apresentações de contação de histórias do espetáculo Tem Coroa, mas não é rei – Contos de Adivinhação (nos turnos matutino e vespertino. Além das apresentações também foram distribuídos 14 (quatorze) exemplares da obra CONTOS DE ADIVINHAÇÃO do escritor Ricardo Azevedo (editora ática, 2008) obra que serviu como referência para a montagem do espetáculo que foi apresentado e que agora ficará à disposição dos alunos e professores para leitura em sala de aula e empréstimo.

O espetáculo de contação de histórias foi apresentado nas escolas E.B.M ÁGUA AMARELA, E.B.M ALÍPIO JOSÉ DA ROSA, E.B.M ASCENDINA BRASINA DIAS, E.B.M AGROP. DEM. BALDISSARELLI, E.B.M NOVA AURORA, E.B.M LINHA ALMEIDA, E.B.M RODEIO BONITO, E.BM. LAJEADO LISO, e na EBM.THERESA BALDISSERA.  O espetáculo Tem Coropa, mas não é rei faz um passeio pelos contos populares de adivinhação e pela cultura do nosso povo, sua rica sabedoria, seus modos de dizer e viver a vida.Recontados e registrados por vários escritores, como Ricardo Azevedo, Luís da Câmara Cascudo, Angela Lago e Rosana Pamplona, os contos de adivinhação nos possibilitaram criar um ambiente leve e divertido, com muitos “o que é o que é” para as crianças pensarem e responderem.

sobre o projeto:

Juntamos aquela vontade de colocar o pé na roça, mais aquela de contar histórias nas escolas do campo e lá fomos nós! As escolas são pequenas, muitas delas ainda multisseriadas, poucos alunos, ficam em comunidades distantes, a grande maioria não tem biblioteca, e infelizmente poucos artistas vão até lá. Nós fomos! Se organiza aí e vai também! Sempre tem uma escola rural na sua terra que precisa de você!

http://https://www.youtube.com/watch?v=vG4ICXcuM4E