Twitter response:

Tag: Foi Coisa de Saci

Cia ContaCausos circula com espetáculos e oficinas
Cia ContaCausos circula com espetáculos e oficinas

 

Junho “malemal” começou e já promete ser um mês intenso. Em circulação por Santa Catarina, a Cia apresentará espetáculos e realizará oficinas em três cidades. A jornada inicia na terça-feira (06) com o espetáculo “Visagem” no Sesc em Cacupé, durante um encontro entre técnicos das unidades do Sesc. Além disso, a contadora de histórias Josiane Geroldi foi convidada para trocar experiências no encontro e falar sobre a trajetória e trabalho de pesquisa da ContaCausos.

Quem pretender se tornar um contador ou mesmo aumentar o repertório de pesquisa terá a oportunidade no dia 09. A Cia realizará uma oficina de formação de contadores em Indaial. Depois, no dia 10, o destino é outro: Pato Branco (Paraná). Através da unidade do Sesi na cidade, o público poderá ouvir histórias do menino do capuz vermelho no espetáculo “Foi Coisa de Saci”. A narrativa evoca relatos sobre a aparição do malandro e a confusão que ele costuma criar.

A Feira do Livro de Timbó, onde a Cia realizaria dois espetáculos, foi cancelada e ainda não foi divulgada nova data. O evento iniciaria nesta quarta-feira (07) e seguiria até o dia 11 de junho.

 

06/06 – Encontro Sesc Cacupé

09/06 – Oficina de Formação de Contadores – Indaial

10/06 – “Foi Coisa de Saci” – Sesi Pato Branco

 

Foto: Louis Radavelli Rodrigues

Texto: Assessoria de Imprensa

ContaCausos leva causos folclóricos e relatos tradicionais a Criciúma
ContaCausos leva causos folclóricos e relatos tradicionais a Criciúma

O Teatro Municipal Elias Angeloni, em Criciúma, foi palco de um espetáculo… Só que desta vez, um espetáculo diferente. Em cima do palco, somente com a lâmpada do abajur e sob uma atmosfera silenciosa, o público foi apresentado às narrativas de “Visagem” – resultados de pesquisa da ContaCausos que reúne relatos sobre visões e aparições no interior do Oeste catarinense.

Em outra oportunidade, menos sinistra, foi a vez de chamar o menino do capuz vermelho em “Foi Coisa de Saci”. Na unidade do Sesc em Criciúma, o público chegou aos poucos e logo se envolveu nas narrativas do danadinho que apronta sem dó, causando o maior reboliço.

 

VEJA TAMBÉM

Contação de histórias: Araranguá

Contação de histórias: Tubarão

Contação de histórias: Lages

 

Confira a galeria!

(Fotos: Assessoria de Imprensa/Taulan Cesco)

 

ContaCausos: Sarau, histórias de Saci e “Visagem” em Lages
ContaCausos: Sarau, histórias de Saci e “Visagem” em Lages

Foram dois dias de narrativas e causos em Lages. No primeiro dia, o público assistiu ao espetáculo “Visagem”, no Centro Cultural Vidal Ramos, administrado pelo Sesc da cidade. Ambientado no prédio centenário, o ritual para evocar as histórias passou pelos corredores escuros e subsolo até chegar à sala onde as histórias sobre visões e aparições recorrentes no Oeste catarinense foram contadas.

No segundo dia, além de um sarau com violonistas e narradores de histórias dividirem causos tradicionais da cultura popular, Josiane Geroldi apresentou o espetáculo “Foi Coisa de Saci”. A passagem por Lages encerrou a circulação que passou por outras quatro cidades de Santa Catarina.

 

VEJA TAMBÉM

Contação de histórias: Araranguá

Contação de histórias: Tubarão

Contação de histórias: Criciúma

 

Confira a galeria!

(Fotos: Carolina Boufleuer Florêncio e Taulan Cesco)

 

ContaCausos: Tubarão recebe “Foi Coisa de Saci” e noite do conto
ContaCausos: Tubarão recebe “Foi Coisa de Saci” e noite do conto

A Maratona de Contos em Tubarão renuiu públicos de diversas idades e em diferentes em ambientes para assistirem ao espetáculo “Foi Coisa de Saci”. Começou pela manhã, em visitação por duas escolas da cidade, à tarde a unidade do Sesc recebeu outras duas turmas e à noite houve o encontro de Josiane Geroldi com o contador de histórias Sergio Carneiro Bello (de Florianópolis).

Ambos os contadores apresentaram narrativas de seus repertórios e dialogaram com o público, na Biblioteca do Sesc, sobre as práticas da oralidade. Em conversa aberta, ressaltou-se essencialmente o fator simbólico das narrativas como arte do patrimônio imaterial da cultura popular.

 

VEJA TAMBÉM

Contação de histórias: Araranguá

Contação de histórias: Lages

Contação de histórias: Criciúma

 

Confira a galeria!

(Fotos: Assessoria de Imprensa/Taulan Cesco)

FESTIVAL DE TEATRO DE CHAPECÓ 2016
FESTIVAL DE TEATRO DE CHAPECÓ 2016

A secretaria de cultura de Chapecó/SC – divulgou no dia 08/04 os grupos selecionados para compor a programação do Festival Nacional de Teatro de Chapecó que  acontece de 25 a 29 de Maio de 2016.

Com grande alegria a Cia ContaCausos está entre os grupos selecionados, apresentaremos os espetáculos Foi Coisa de Saci na Mostra Nacional e o espetáculo Visagem na mostra regional.

parabéns a todos os grupos selecionados e que venha o festival!!!

Acompanhe a programação completa do Festival no site da Secretaria de Cultura:
www.chapeco.sc.gov.br/cultura

CONFIRA O RESULTADO DA CURADORIA DO FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO DE CHAPECÓ – EDIÇÃO 2016

GRUPOS NACIONAIS:
Oigalê Cooperativa de Artistas Teatrais (Porto Alegre – RS) – espetáculo “O Negrinho do Pastoreio”
Cia do Abração (Curitiba-PR) – Espetáculo: “Estórias brincantes de muitas mainhas”
Téspis Cia de Teatro (Itajaí-SC) – Espetáculo: “Meteoros”

SUPLÊNCIAS DOS GRUPOS NACIONAIS:
 Colher de Pau Cia de Teatro (Jaraguá do Sul –SC) – Espetáculo: “Casa de Pólvora”
 Essaé Cia (Joinville-SC) – Espetáculo “Fadas”

GRUPOS LOCAIS:unnamed
Cia Contacausos (Chapecó-SC) – Espetáculo: “Foi coisa de Saci”

 Cia De La Curva -(Chapecó-SC) – Espetáculo: “Varieté – Humor Cítrico”

 Voeverá Cia de Teatro (Chapecó-SC) – Espetáculo: “Carolina’s – Memória escrita resistência”

 Palhaço Cambito (Chapecó-SC) – Espetáculo “Cambito Vocacionado”

Contacausos1 (1)
MOSTRA PARALELA:

Cia Contacausos (Chapecó-SC) – Espetáculo: “Visagem”

 Cia Carretel (Concórdia-SC) – “Em nome do amor”

 Cia Voeverá (Chapecó-SC) – “Construtores de Muros”

Gestor Box