Twitter response:

MÊS DO DESGOSTO: Por que agosto tem essa fama?

MÊS DO DESGOSTO: Por que agosto tem essa fama?

 

Você já deve ter ouvido falar no “Mês do Desgosto”, não é? Tadinho de Agosto, entre tantos meses, justo ele levou o fardo. Mas, afinal, por qual motivo dizem isso? Na cultura popular, existem muitas explicações. Fulano diz que é isso, Ciclano diz que é aquilo… Separamos algumas da razões para entender melhor essa história.

No século I (d.C), os antigos romanos acreditavam que neste mês um enorme dragão cuspindo fogo aparecia nos céus noturnos. O fato é que eles associavam o tal bichano com a constelação de Leão, que costuma ficar mais visível nesse período do ano.

Mas o popular “agosto, mês do desgosto” surgiu em Portugal. Acontece que as caravelas partiam para o Novo Mundo, em geral, na metade do ano. Então, quem se casava nesses meses acabava nem fazendo a lua-de-mel. Além disso, muitas noivas corriam o risco de ficar viúvas, já que muitas embarcações voltavam com número menor de navegadores ou sofriam acidentes no percurso. Por essa superstição, até hoje, muitos casais evitam trocar alianças em agosto.

No nosso caso, a colonização portuguesa acabou trazendo a cuja tradição que foi se adaptando às culturas e crendices regionais. Há quem diga, inclusive, que agosto é o mês do “cachorro louco”. E o ditado é tão forte, que muitas pessoas se preocupam em andar por aí, com medo de levar uma mordida dos pobres cãezinhos e pegar raiva. Na verdade, existe uma explicação: supostamente, nesse período do ano, muitas fêmeas entram no cio e os machos ficam “atiçados”, a ponto de enlouquecer… De qualquer forma, o bom mesmo é evitar dar de cara com um cachorro na rua.

É melhor não abusar!

A zica é tanta nesse mês que a tradição na Argentina, por exemplo, é não lavar a cabeça no oitavo mês do ano. Dizem que quem molha a “moleira” em agosto está chamando a morte. Cruz credo!

Crença popular, misticismo, superstição… Podem dar o nome que quiser, agosto é bonito do jeito que é. Antecipa a Primavera, minha gente! É iluminado, faz o mato brotar, não é tão frio, nem tão quente.

Diz o dicionário que superstição é “sentimento religioso baseado no temor ou na ignorância, e que induz ao conhecimento de falsos deveres”. Mas a gente duvida um bocado disso, porque na incerteza do que é verdade ou invenção é melhor não fechar negócio, não mudar de casa, não trocar de emprego e nem viajar em agosto… Porque se o povo diz, acontece mesmo!

Deixe um comentário com a sua lembrança, história ou superstição de agosto!

Deixe um Comentário

Gestor Box