Twitter response:

Integrantes

Integram a Cia ContaCausos:

Contação-de-Histórias-Infantis-073 Josiane Geroldi começou os estudos no teatro em 1998 onde atuou nos espetáculos O Fantástico Mistério de Feiurinha (2002); Espolium (2004); O Amor é uma falácia (2006); e Adélia (2007); os três últimos foram espetáculos de pesquisa do GTEU – Grupo de Teatro Expressão Universitária da Unochapecó dirigidos por Clodoaldo Calai. Em 2005 iniciou os estudos sobre a arte narrativa e as práticas da contação de histórias, participou de oficinas de formação de contadores no Sesc Santa Catarina e integrou o Grupo Contarolar atuando nos espetáculos narrativos: “Folclorando”, “Na Trilha do conto” e “ Histórias de bobos e bocós”. Em 2008 iniciou a pesquisa e compilação das narrativas orais no oeste catarinense, trabalho este inicialmente decorrente da formação em Letras Português e Respectivas Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó/SC, com orientação das professoras Antropólogas Adiles Savoldi e Arlene Renk. Após a conclusão da graduação a pesquisa direcionou o trabalho da narradora para que em 2010 criasse a Cia ContaCausos – Pesquisa e Contação de Histórias dedicando-se a montagem de espetáculos de contação de histórias pautados nos contos populares brasileiros e nas narrativas compiladas em entrevistas. Em 2012 a Contacausos foi classificada entre as 150 dos modelos de gestão de empreendimentos criativos do Prêmio Economia Criativa do Ministério da Cultura e no mesmo ano foi contemplada com o prêmio Bolsa de Circulação Literária da Biblioteca Nacional/Funarte 2012. Foi finalista no prêmio Rodrigo Melo Franco do IPHAN no ano de 2013, e contemplada com o Edital de Funarte de Ocupação do CEUs das artes em Chapecó/SC 2014. Na Cia, Josiane atua nos espetáculos narrativos: “Esticando as Canelas”, “Tem Coroa, mas não é rei”, “Nem te Conto” (espetáculos selecionados para circulação Estadual pelo projeto BAÚ DE HISTÓRIAS – CIRCUITO CATARINENSE DE NARRATIVAS DO SESC/SC nos anos de 2011, 2013, 2014). Integram também o repertório da Cia, os novos espetáculos de pesquisa: “FOI COISA DE SACI” e “Visagem” (a pesquisa e montagem do espetáculo foi contemplada pelo Edital Municipal de Fomento as Linguagens artísticas de Chapecó 2013 e tem direção de Jefferson Bittencourt da Persona Cia de Teatro de Florianópolis/SC). Os espetáculos narrativos da ContaCausos já foram apresentados em festivais e encontros de contadores de histórias como IV e o VI Festival de Contadores de Histórias de Porto Alegre, Boca do Céu 2014, Ecoh – Encontro de Contadores de Histórias de Londrina 2014 e 2015 e inúmeros eventos literários como Feiras de Livros, Semanas Literárias do Sesc Paraná, Maratonas de Contos e feiras nas unidades do Sesc Santa Catarina. Além de apresentações em bibliotecas, universidades, festivais de teatro, escolas, centros comunitários, projetos sociais e projetos desenvolvidos pela própria Cia. Também tem participado com apresentações, oficinas e cursos de formação de novos contadores de histórias nas unidades do Sesc em diversos Estados brasileiros.

 

Principais Parceiros de Trabalho:

998589_10201359009806904_1642816146_nCenografia e Objetos de cena – Marcos Batista Schuh: É Mestre em História pela Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil. Artista visual autodidata realizando exposições individuais em esculturas em madeira na Galeria Municipal Dalme Maria Rauen de Chapecó, 2004; e Exposição conjunta Marcos Batista Schuh e Ricardo Zanin. Nanquim sobre papel e escultura. Local: UNICENTRO/ Guarapuava PR. Desenvolveu os Cenários dos espetáculos “Adélia” do grupo GTEU (Grupo de Teatro Expressão Universitária) Unochapecó; Espetáculo “A Máquina Fermat” da Cia de Teatro Muiraquitã. Chapecó, 2012. Também criou os cenários e objetos de cena nos Espetáculos“Esticando as Canelas” 2010; “Nem te Conto”, 2012; Visagem, 2014 e Foi Coisa de Saci,2015  todos espetáculos da Cia ContaCausos. Também atua no espetáculo Nem te Conto executando a trilha do espetáculo ao vivo, com o espetáculo circulou o Estado de Santa Catarina através do projeto Baú de histórias do Sesc Santa Catarina. Desenvolve ainda projetos na área de patrimônio e arqueologia em todo território brasileiro. Sendo parceiro nos processos de pesquisa da Cia Contacausos.

 

Assessor de imprensa: Taulan Cesco

Jornalista graduado pela Unochapecó, atuou com jornalismo impresso, webjornalismo e desde 2016 presta assessoria de imprensa para a ContaCausos. Produziu e dirigiu o documentário de média-metragem “Bardo”, sobre a contação de histórias a partir da perspectiva antropológica (finalista ao XXIII Prêmio Expocom 2016). TAULIS Colaborou com a organização da Mostra de Cinema de Chapecó e Região nas seguintes edições: CineOeste.DOC (2016/1), CineOeste.FIC (2016/2) e CineOeste 2017 – eventos realizados pelo Sesc de Chapecó. Contribuiu com a produção dos espetáculos “Puravida” e “Maracá”. Atuou com assessoria de imprensa e produção cultural de forma independente. Com a Margot Produções, de Chapecó, realizou a pré-produção do documentário “O Salame vai à feira” e assessoria do longa-metragem “Dom Quixote das Artes”. Também trabalha com Produção de Conteúdo Cultural e colabora em diversos projetos de cunho artístico. 
 
 
Gestor Box